EDUCAR PARA A PAZ


1. Fecha um ano. Abre um ano. Fazem-se balanços. Traçam-se planos. Quer em termos de balanço quer de planificação, forçoso é reconhecer que o mundo em que vamos atravessa um atoleiro, minado por convulsões e guerras, turbilhões de violência, ódios, incompreensões, pobreza crescente, epidemias, pandemias, terrorismos vários.

 

2. Para ajudar a responder a este estado de conflitualidade, há 41 anos que a Igreja vem propondo que se faça do primeiro dia de cada ano civil um dia devotado à Felicidade, que em termos bíblicos se chama Paz, portanto, «Dia Mundial da Paz».

 

3. Foi o Papa Paulo VI que iniciou esta prática no já distante ano de 1968. De então para cá, ininterruptamente, a Igreja tem procurado despertar o coração humano para os mais nobres e justos anseios da humanidade, lançando no primeiro dia de cada ano uma reflexão oportuna, cujos temas vale a pena hoje aqui enunciar. Para a história, mas também para que cada um de nós – pais, filhos, professores, alunos, patrões, trabalhadores, magistrados, estadistas, militares, cidadãos – se possa debruçar mais intensamente sobre aquilo que constitui o tesouro do bem comum da humanidade.

 

4. Em mensagem datada de 8 de Dezembro de 1967, Paulo VI institui o Dia Mundial da Paz, então chamado «Dia da Paz», a celebrar pela primeira vez em 1 de Janeiro de 1968, com estas palavras: «Seria nosso desejo que em seguida se repetisse anualmente esta celebração como voto e promessa – no início do calendário que mede e expõe o caminho da vida humana no tempo – de que seja a paz com o seu justo e benéfico equilíbrio, a modular a evolução da história futura».

 

5. Aqui deixamos registrados os temas do Dia Mundial da Paz desde o início, em 1968:

-1968 (Paulo VI): O Dia da Paz

-1969 (Paulo VI): A promoção dos direitos do homem, caminho para a paz.

-1970 (Paulo VI): Educar-se para a paz através da reconciliação.

-1971 (Paulo VI): Todo o homem é meu irmão.

-1972 (Paulo VI): Se queres a paz, trabalha pela justiça.

-1973 (Paulo VI): A paz é possível.

-1974 (Paulo VI): A paz também depende de ti.

-1975 (Paulo VI): A reconciliação, caminho para a paz.

-1976 (Paulo VI): As verdadeiras armas da paz.

-1977 (Paulo VI): Se queres a paz, defende a vida.

-1978 (Paulo VI): Não à violência, sim à paz.

-1979 (João Paulo II): Para alcançar a paz, educar para a paz.

-1980 (João Paulo II): A verdade, força da paz.

-1981 (João Paulo II): Para servir a paz, respeita a liberdade.

-1982 (João Paulo II): A paz, dom de Deus confiado aos homens.

-1983 (João Paulo II): O diálogo para a paz, um desafio para o nosso tempo.

-1984 (João Paulo II): De um coração novo nasce a paz.

-1985 (João Paulo II): A paz e os jovens caminham juntos.

-1986 (João Paulo II): A paz é um valor sem fronteiras. Norte-Sul, Leste-Oeste: uma só paz.

-1987 (João Paulo II): Desenvolvimento e solidariedade, chaves da paz.

-1988 (João Paulo II): Liberdade religiosa, condição para a convivência pacífica.

-1989 (João Paulo II): Para construir a paz, respeitar as minorias.

-1990 (João Paulo II): Paz com Deus criador, paz com toda a criação.

-1991 (João Paulo II): Se queres a paz, respeita a consciência de cada homem.

-1992 (João Paulo II): Os crentes unidos na construção da paz.

-1993 (João Paulo II): Se procuras a paz, vai ao encontro dos pobres.

-1994 (João Paulo II): Da família nasce a paz da família humana.

-1995 (João Paulo II): Mulher, educadora de paz.

-1996 (João Paulo II): Dêmos às crianças um futuro de paz.

-1997 (João Paulo II): Oferece o perdão, recebe a paz.

-1998 (João Paulo II): Da justiça de cada um nasce a paz para todos.

-1999 (João Paulo II): No respeito dos direitos humanos está o segredo da verdadeira paz.

-2000 (João Paulo II): «Paz na terra aos homens que Deus ama!»

-2001 (João Paulo II): Diálogo entre as culturas para uma civilização do amor e da paz.

-2002 (João Paulo II): Não há paz sem justiça, não há justiça sem perdão.

-2003 (João Paulo II): «Pacem in terris»: um compromisso permanente.

-2004 (João Paulo II): Um compromisso sempre actual: educar para a paz.

-2005 (João Paulo II): «Não te deixes vencer pelo mal; vence antes o mal com o bem».

-2006 (Bento XVI): Na verdade a paz.

-2007 (Bento XVI): A pessoa humana, coração da paz.

-2008 (Bento XVI): A família humana, comunidade de paz.

-2009 (Bento XVI): Combater a pobreza, construir a paz.

 

6. Meu irmão de Janeiro, aqui te deixo a Paz glosada em muitas claves. É um tesouro que depende de todos. Por isso, também depende de ti. Faz deste ano um ano de Paz, meu irmão de Janeiro.

 

7. Hás-de reparar bem, meu irmão de Janeiro, que o tema da Mensagem do Papa Bento XVI para este Ano de 2009 associa a construção da Paz e a luta contra a pobreza. Então guarda e medita bem no teu coração que os pobres não estão a mais, mas são cada vez mais. Não estão a mais, mas são cada vez mais: talvez para que não seja tão fácil adormecermos no divã dos nossos comodismos!

 

António Couto

Anúncios

One Response to EDUCAR PARA A PAZ

  1. Luisa diz:

    É engraçado notar que João Paulo II iniciou o tema do Dia Mundial da Paz no ano em que nasci, sob o título: “Para alcançar a paz, educar para a paz”. Sou estudante na área de Educação Infantil e essa é uma das minha intenções, educar para a paz!
    Com o tempo a intenção da paz sempre se manteve porém com adaptações aos tempos corridos. Para 2009 o tema é bastante necessário! “Combater a pobreza, construir a paz”. De certo que há muitas pessoas adormecidas nos divãs dos seus comodismos, por isso surgem cada vez mais pobres, irmãos que no silêncio das suas necessidades nos pedem auxílio. Não podemos estar em paz quando um irmão sofre ao nosso lado. Não podemos estar em paz quando as necessidades básicas de alimentação, educação, saúde nos faltam. Que “armas” temos para combater essas guerras? Não podemos esquecer que também existe a pobreza de espírito e essa muitas vezes se encontra nas pessoas que permanecem no divã dos seus comodismos. Essa sim é uma guerra a qual vale a pena lutar! É apenas um tema sugerido mas que trará benefícios se nele meditarmos para agir.

    Feliz Ano Novo!

%d bloggers like this: