A CULTURA DA MARAVILHA CONTRA A CULTURA DA CHATICE


1. Ó vós, construtores de cidades e de mundos, comerciantes, vendedores de trapos e de sonhos, antropólogos, sociólogos, sindicalistas, apregoadores das boas graças do trabalho do homem, pregadores, repetidores, aprendedores, calculistas, impostores, «não dizeis vós que faltam ainda quatro meses para a ceifa?» (João 4,35a). Não sei porquê, mas, pelos vossos cálculos, faltam sempre quatro meses para a ceifa.

 

2. Em verdade vos digo: «Erguei os olhos e vede os campos: estão brancos para a ceifa!» (João 4,35b). É assim o outro Reino, o Reino de Deus, que não é deste mundo, que não está aqui ou ali, que não surge na tábua de nenhum dos nossos cálculos nem na ponta de nenhum dos nossos raciocínios. É simplesmente «como quando» a terra lavrada de repente se faz trigo, o verde se faz branco, uma semente, um copo de água, um pedaço de pão trazem pela mão a eternidade.

 

3. Tudo tão rápido! Tudo tão simples! Tudo tão aqui! E então direis lá do fundo dos vossos olhos engessados: «Quando foi, Senhor, que nós te vimos com fome ou com sede, nu, doente ou na prisão, e não te socorremos?» (Mateus 25,44). E a resposta cairá fulminante e vertical como sobre a árvore cai a lâmina do relâmpago: «Em verdade vos digo: “Todas as vezes que o deixastes de fazer a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer!”» (Mateus 25,45).

 

4. Compreendereis então que tudo o que fazeis é decisivo. Que cada passo conta. Cada gesto conta. Cada palavra conta. Todo o amor conta, todo o desprezo conta, todo o ódio conta. Tudo somado e ponderado e calculado, mais dia menos dia, acabamos sempre por constatar, atónitos, que «pode a semente germinar antes do campo,/ e a espiga amadurar antes do tempo!»

 

5. Aqui é preciso estar atentos. Estamos rodeados de maravilhas. O milagre surpreende-nos de todos os lados e a todo o instante. Nós somos um milagre. Em cada um de nós, diariamente, se renovam 500 mil milhões de células! Mas a esquadria que embota os nossos olhos faz-nos ver tudo formatado, igual, uniformizado, cinzento, chato. É a chatice do quotidiano. A cultura da chatice. Tudo aplanado, igual, monótono. Levantar, comer, trabalhar, estudar, deitar, levantar… A mesma coisa, à mesma hora, todos os dias. Falta-nos a cultura da maravilha e do milagre. A única que é verdadeira e que dá sabor à vida. O judeu piedoso ainda hoje reza três vezes ao dia, porque é importante, e para não esquecer: «Nós te damos graças (…) pelos teus milagres que estão connosco todos os dias, pelas tuas contínuas maravilhas (…)».

 

6. No Tratado Pirqê ’Abôt, da Mishna (judaica), quando Yohanan ben Zakai perguntou aos seus discípulos: «Qual é o caminho mau de que o homem se deve afastar?», Rabi Simeão respondeu: «Pedir emprestado e não restituir. E é a mesma coisa receber emprestado de um homem ou de Deus». Certeiramente comenta o grande filósofo hebreu Abraham Joshua Heschel: «Talvez esteja aqui o núcleo da miséria humana: quando nos esquecemos de que a vida é um dom e também um empréstimo».

 

7. A vida é um dom, um presente. Há que o receber e abrir todos os dias com surpresa e emoção. A vida é um empréstimo. É preciso velar e responder por aquilo que não é nosso, que nós não dominamos nem devemos nunca querer dominar. A vida não é um objecto. Remete para outrem. Alegra-te com a maravilha da vida, meu irmão de Fevereiro.

 

António Couto

2 respostas a A CULTURA DA MARAVILHA CONTRA A CULTURA DA CHATICE

  1. Luisa diz:

    É bem verdade que tudo conta nesta vida, o que falamos, o que pensamos, o que fazemos ou o que não fazemos. Tem-se vivido um “marasmo” cultural muito grande. A aquisição da cultura não passa apenas pelo decorar algumas coisas importantes socialmente, passa por sabê-las, senti-las e vivê-las! Aí penso que a cultura se torna na real maravilha anunciada e descrita.

    Paz e Bem!

  2. Ana diz:

    …e temos que viver a vida like a gift! Obrigada por nos relembrar isso mesmo. A sua ( e principalmente a Sua) palavra é realmente o melhor dos presentes!

    Com amizade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: