LA PETITE ESPÉRANCE


sorrisos_pulando_cordaChamava-se esperança

era pequenina

saltava à corda

com a força que tinha

 

A corda tensa

a corda abaulada

tornava-se imensa

nas mãos da menina

 

Entre o céu e a terra

baloiçando a corda

pulava o horizonte

de borda em borda

 

Sobre o vau da vida

sobre o vau da morte

a corda tendida

era o passaporte

 

Frágil, forte,

o fio da esperança

salta o vau da morte

com um pé de dança

 

Assim vai o caixão

descendo pela corda

mas sobe o coração

sursum corda

 

De Deus descia

a escada de corda

a menina tecia

o seu céu de corda

 

António Couto

9 Responses to LA PETITE ESPÉRANCE

  1. E.Coelho diz:

    Olá, boa noite.
    Que quer dizer SURSUM CORDA?
    Abraço,

  2. manuela diz:

    Espero tudo de Deus, nada tenho, nada valho, nada posso. Ele descerá a ponta da corda, não estarei só.
    – Jesus, descanso em Ti!

    Bem haja, meu irmão em Cristo.

  3. mesadepalavras diz:

    “Sursum corda” é a locução latina que se encontra no início da Oração Eucarística, e que nós dizemos em português com “Corações ao alto!”

    • E.Coelho diz:

      Obrigada. É que mesmo quando parece que escreves para crianças (ver o ícone) estás a escrever para gente (dita) adulta (embora ainda só se alimente a leite…
      Abraço

  4. Arnaldo vareiro diz:

    Amigo D. A. Couto, nas exéquias da Ir. Fernanda, da Obra do Amor Divino, fez uma afirmação que me ficou marcada: “Na cova cabe o caixão mas não cabe o coração!” Maria Zambrano define assim o coração: “O coração é a víscera mais nobre porque leva consigo a imagem de um espaço, de um dentro obscuro secreto e misterioso que, em algumas ocasiões, se abre.” Nesta hora de desespero e desesperos abramo-lo à Esperança!
    Abraço

  5. Manuel Costa diz:

    Comecei a ler estes textos e são realmente com uma mensagem excelente.
    já fiz um comentário anteriormente e agora vou fazer outro.
    Gostei mais uma vez deste texto lindissimo e com uma mensagem muito interessante, e essencialmente das tres primeiras quadras e da penultima.
    mais uma vez bem hajam a todos…

  6. E. Puga diz:

    D. António Couto!
    Obrigada por mais uma bela partilha!
    Continuamos unidos… na Esperança!
    Um abraço

  7. Luisinha diz:

    Também ía perguntar o que é SURSUM CORDA mas já está respondido e entendido o seu significado e contexto. :)
    Gostei muito!! É um poema linsíssimo, nem para adultos nem para crianças, é para todos nós!!
    Paz e bem!

  8. Emilia Mota diz:

    Obrigada D. António Couto pela profundidade das suas palavras.
    Frágil, forte o fio da esperança,salta o vau da morte com pé de dança.

    Que frágil é a nossa vida… A esperança tem que ser forte para estarmos em sintonia com o projecto de Deus e olharmos a morte como nossa amiga ,pois dela também tiramos lições.
    Saudações em Jesus Ressuscitado.

%d bloggers like this: