«FIM DO MUNDO»: NÃO É DE TERROR QUE SE TRATA, MAS DE AMOR!


 

1. O Livro de Daniel terá sido provavelmente escrito no Outono do ano 164 a.C., com o objectivo de encorajar os judeus piedosos a permanecerem firmes na sua fé em plena perseguição anti-judaica desencadeada três anos antes, em 167 a.C., pelo tirano Antíoco IV Epifânio, e cujos ecos se podem ver, por exemplo, no Segundo Livro dos Macabeus 6 e 7, que registra a fidelidade heróica do velho Eleazar e dos sete jovens irmãos Macabeus. Estes são, no dizer do Livro de Daniel 12,1-3, os mestres sábios (maskkilîm) e justificadores (matsddîqîm), isto é, dadores de vida: ensinam, não teorias, mas a vida verdadeira, dando a sua vida por amor: é assim que vencem os violentos, não opondo-se a eles, mas amando, isto é, dando a vida e dando vida, ensinando a viver. Estes novos sábios e justificadores são, diz o Livro de Daniel, as novas estrelas que brilham para sempre!

2. Não são, portanto, as estrelas da moda, da música, do cinema ou do futebol, estrelas cadentes, de brilho efémero e passageiro! São as novas e verdadeiras estrelas de brilho permanente, inscritas no Céu ou no Livro da Vida (ver Daniel 12,1; Salmo 139,16; Isaías 4,3; Lucas 10,20; Apocalipse 20,12). As outras pobres estrelas estão, na verdade, inscritas no chão, no pó da terra (Jeremias 17,13), e lá se perdem e disperdem. Deus sabe escrever no coração (Jeremias 17,1; 31,33), na Cruz (Gálatas 3,1), e, como já vimos, no chão, e no Livro, mas também, num gesto de particular ternura, na palma da sua mão (Isaías 49,16).

3. O cenário do Evangelho deste Domingo (Marcos 13,24-32) não é de2806116051_e6f0cee048 terror, mas de amor! Novos céus e nova terra, saídos das mãos de Deus-Pai, com o Filho-que-Vem, e que está próximo, à porta. É como o noivo do Cântico dos Cânticos 5,2, que bate à porta, descrito pela noiva que dorme, mas escuta com um coração sempre vigilante! Única atitude da Igreja Una e Santa, que Domingo após Domingo, se reúne com emoção e alegria à volta do seu Senhor-que-Vem. Tudo tão suave e tão cheio de maravilha: o nosso Deus revelando ou simplesmente com todo o carinho desvelando, isto é, retirando o véu que encobre a verdadeira realidade, perante os nossos olhos atónitos!

4. Uma parte da Igreja antiga lia este «discurso escatológico» e outros textos similares do Novo Testamento no sentido da chegada iminente do «fim do mundo» (leitura ainda hoje desgraçadamente doentia nas seitas, com ano, dia e hora marcados!). Sim, é do «fim do mundo» que se trata, mas num sentido novo e inaudito: é a Palavra de Deus que não passa, e que é Amor e é Primeira e Última, sempre nova, portanto, que vem pôr fim ao nosso velho mundo de posse e egoísmo sempre em expansão. O Último, que é o Amor, põe fim ao penúltimo, que é a nossa vã maneira de viver. Neste sentido novo, é de desejar que o nosso velho mundo entre em agonia e acabe, para que comece verdadeiramente em nós um mundo novo e belo, cuja matriz é o Amor gratuito e incondicional do nosso Deus por cada um de nós. «Senhor, vem!» (marana tha’).

António Couto

3 respostas a «FIM DO MUNDO»: NÃO É DE TERROR QUE SE TRATA, MAS DE AMOR!

  1. Luisinha diz:

    Gosto de interpretar o Evangelho deste Domingo olhando o “fim do mundo” como o meu fim do mundo, porque um dia todos partiremos e para nós, nesse dia, o mundo vai acabar. Tenho de pensar o que fiz e o que faço nesse “entretanto”, se fui uma existência útil ao meu próximo, em especial aos mais pequeninos e necessitados, que às vezes não sabem pedir ajuda ou socorro, não sabem dizer que estão a sofrer. Peço a Deus que me ajude a ler os seus corações e ter a capacidade de agir conforme a Sua Vontade, dando o máximo que sei dar de mim. É nisso que me esforço todos os dias, embora na minha imperfeição nem sempre o consiga… Mas nunca esqueço que Deus tem um “fim de mundo” para mim. Eu confio Nele e Ele confia em mim… Talvez o segredo esteja nesta entrega à sintonia mútua com Deus.

    Gostei muito de ter lido Lucas 10,20.
    Obrigada!!

    Paz e Bem
    Luisinha

  2. E.Coelho diz:

    Boa Tarde,

    Não pude deixar de notar que apontas para o Domingo como o dia em que a Igreja “se reúne com emoção e alegria à volta do seu Senhor-que-Vem”, e ainda que esta seria a “única atitude da Igreja Una e Santa”.

    Ora bem, olhando e ouvindo à minha volta, posso afirmar aqui que predomina ainda na mentalidade de muitos irmãos o aspecto puramente sacrificial da Eucaristia, numa “leitura ainda hoje desgraçadamente doentia” em que apenas se descobre na celebração dominical, a morte de Jesus, o Seu (real) sacrifício por nós.
    Repito, Há na Igreja, profundamente arraigado, ainda, este sentimento de 6ª feira santa – válido, embora, mas que, no meu modo de ver, é um dos grandes obstáculos à adesão das pessoas (dos baptizados), pois dificulta, oculta, elimina do horizonte o olhar que vê para além da morte, aquele que mostra aquele ALGO MAIS que nos é revelado com a Ressurreição, com a «festa», no «banquete», no «noivo», o «futuro», o DOMINGO.

    Com temporais ou sem eles, que o Domingo seja sempre belo para todos nós, e que possamos dizer uns com os outros, todos, «Senhor, vem!» (marana tha’).

    Abraço grande,
    Elisa

  3. Rui Pedro diz:

    Ao escutar esta passagem do Evangelho de Marcos, fiquei com a sensação de que, a partir da caminhada com o Ressuscitado, se abre um mundo grande, novos horizontes… é como ir por um caminho de floresta, coberto pelas árvores, e chegar finalmente a uma abertura, onde contemplo um grande vale!
    É também um caminho fundamental descobrir os horizontes da Páscoa de Jesus! Talvez como sair da minha relação pessoal com Ele, para descobrir os horizontes largos que a Ressurreição produz, horizontes maiores até que o próprio Cosmos! A História e o Mundo são chamados a nascer nesta Páscoa que está a vir…
    Obrigado pelas partilhas semanais!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: