SENHORA DA VISITAÇÃO E DA SAUDAÇÃO


 

1. A liturgia deste Domingo quarto do Advento, já quase em cima do Natal do Senhor, convida-nos a contemplar com amor emocionado algumas jóias da Escritura Santa.

 2. Em Primeiro lugar – porque o Evangelho ocupa sempre o primeiro lugar –, o Evangelho de Lucas 1,39-45. As Igrejas do Ocidente conhecem este episódio por «Visitação» de Maria a Isabel, enquanto que os nossos irmãos do Oriente preferem denominá-lo «Saudação» de Maria a Isabel. O episódio é deslumbrante, e começa por nos mostrar Maria a correr sobre os montes para ir ao encontro de Isabel. Ao correr sobre os montes, Maria reveste-se dos traços sublimes do mensageiro de Isaías 52,7, que diz: «Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia a Paz, que leva Boas Novas a Sião!» Claramente, Maria aparece como portadora de Notícias Felizes. Mas, ao correr sobre os montes, Maria reveste-se também do perfume do amor novo do Cântico dos Cânticos 2,8, onde se ouve a amada a dizer: «A voz do meu amado, ei-lo que vem correndo sobre os montes!» Assim, com esta simples nota narrativa, Maria aparece-nos como uma Mulher Bela, Encantada, cheia de Alegria, Esposa Amada e habitada por Notícias Felizes, pela Notícia Feliz, isto é, pelo Evangelho em pessoa, Jesus, que Maria humildemente serve e ternamente apresenta, mais tarde a Senhora Odighítria, venerada nas Igrejas do Oriente, que com a mão aponta o caminho verdadeiro, o seu Filho Jesus, que leva ternamente ao colo.

 3. Seria bom que nos demorássemos longamente a contemplar esta figura de Maria, bela, leve e feliz. Contemplando esta figura cheia de beleza e de leveza, estamos já a ver, em contra-luz, o retrato dos Evangelizadores do Evangelho, também belos, leves e felizes e habitados por um amor novo: sem ouro nem prata nem cobre nem alforge nem duas túnicas. E, se olharmos agora um bocadinho para nós, verificaremos logo, em contraponto, que talvez levemos peso a mais!

 4. Esta Mulher Bela, Esposa Amada e Feliz saúda Isabel. Não pode senão encher de Alegria o mundo de Isabel, que irrompe naturalmente num hino de louvor, acrescentando mais umas palavras à oração da «Ave Maria», iniciada pelo Anjo: «Ave [Maria], cheia de graça, o Senhor é contigo», disse o Anjo (Lucas 1,28). Acrescenta Isabel: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre [Jesus]» (Lucas 1,42), e aponta logo a seguir Maria como «Mãe do meu Senhor» (Lucas 1,43), desvelando o seu nome grande de «Mãe de Deus», começo da «[Santa Maria], Mãe de Deus».

 5. A segunda jóia da Escritura Santa, que hoje nos é dado contemplar, é o texto ilustre da profecia de Miqueias 5,1-4, que começa: «E tu, Belém de Éfrata, pequena entre os clãs de Judá, de ti sairá para mim aquele que será o governador (môshel) de Israel» (Miqueias 5,1). E termina, afirmando: «E ele será a Paz!» (Miqueias 5,4).

 6. Postando-se na esteira de luz de Isaías, Miqueias vê também que vai nascer um mundo novo. Mas de forma diferente do citadino Isaías, o camponês Miqueias não vê o mundo novo provir do Palácio ou do Templo da capital. Do Palácio e do Templo, do Rei e dos Sacerdotes, o humilde Miqueias apenas vê sair exploração, opressão, opulência, mentira e violência. É por isso que Miqueias critica asperamente os grandes da Capital que esbulham o povo, cortando a sua carne aos pedaços, e metendo-a na panela (Miqueias 3). Por isso, quando Miqueias ousa sonhar e vislumbrar um mundo novo, não é para a Capital que ele olha, mas para a província. E o condutor deste mundo novo não é um Rei nem um filho de Rei, mas um môshel, um governador sábio, simples e sensato, que governará o mundo com o sal da sua humilde sabedoria e da tradição. É por isso que evita Jerusalém, e se volta para Belém. Os Evangelistas Mateus e Lucas saberão ler muito bem esta preciosa indicação de Miqueias.

 7. A terceira jóia é o texto da Carta aos Hebreus 10,5-10, em que Cristo supera ao mesmo tempo o sacerdócio antigo e os sacrifícios rituais da antiga liturgia do Templo. Cristo é o novo Sumo Sacerdote que inaugura um culto novo, oferecendo-se a si mesmo ao Pai, por nós, para nós. Nós somos do tempo, não coisas e dos animais, mas da pessoa.

 8. Enfim, o Salmo 80(79), com o nosso desejo expresso de ver o rosto de Deus: «Mostrai-nos, Senhor, o vosso rosto, e seremos salvos!» E o Natal do Senhor ali mesmo à nossa beira!

 António Couto

2 respostas a SENHORA DA VISITAÇÃO E DA SAUDAÇÃO

  1. E.Coelho diz:

    Olá,
    Hoje, sem querer, dei comigo a entrelaçar a vinda de UM MENINO e a constatação de que Portugal vive já no INVERNO DEMOGRÁFICO da Natalidade.

    Daí se deduz que, se o país já não está a recuperar-repor com os nascimentos, o “stock” dos seus habitantes, isso não deixa de dever-se às medidas que têm vindo a ser tomadas desde há anos, em desfavor das famílias, em desfavor do direito à vida, em desfavor dos direitos humanos básicos do ser humano, nomeadamente o direito ao trabalho, (contrário à escravatura que parece avizinhar-se a largos passos).

    Em plena época de desejo de acolhimento ao Menino, de alegria pela Sua vinda, não deixa de ser interessante mostrar preocupação pela natalidade, sabendo que muitos MENINOS deveriam ter tido o direito à vida e que este lhes foi roubado, em nome de outros (pseudo) direitos e/ou deveres e/ou valores(?)colocados como prioritários sobre os valores tradicionais judaico-cristãos.
    Quantos meninos não saltariam de alegria no seio de suas mães ou nos seus braços, neste já próximo encontro de mães com s Mãe e de crianças com A Criança!

    Podemos, realmente estar a viver nos INVERNOS, mas, façamos por não esquecer que depois dele vem a Primavera. Façamos por transferir a atenção do Pai-Natal e afins, para o verdadeiro NATAL e para os muitos natais que ainda vão sendo acolhidos com Graça.
    Bem hajam todas as mães que o são e que o querem ser.
    Um abraço muito grande para todas.
    Elisa

  2. anónima diz:

    LOUVADO SEJA DEUS POR SI D. ANTÓNIO
    por colocar à nossa disposição tão grande dom.
    Obrigada neste mês de Maio de 2011, em que podemos conhecer melhor Maria recolhendo o que D. António nos legou em 2009.
    O Evangelho é mesmo NOVO, SEMPRE NOVO!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: