A NOTÍCIA DO NATAL


 

Chega uma criança

À madrugada

Desarmada

Traz mãos e pés e uns olhos tão bonitos

Traz um rasto de lume e de esperança

E uma espada

Apontada

À raiz dos nossos conflitos.

 

1. É assim que vem Jesus em filigrana pura, em contra-luz coada de alegria, e atravessa ao colo de Maria as páginas arenosas da Escritura. Ei-lo que vem rosado de ternura, acorda, esfrega os olhos azulados de lonjura, salta para o chão, vê-se que procura a minha mão, sabe o meu nome e o de toda a criatura.

 2. Conta-me histórias, a dele e a minha, mas conta também as estrelas uma a uma, apresenta-me Abraão, Moisés, David, demora-se um pouco no caminho com Elias, Isaías, Miqueias, Jeremias, recebe os pastores dos campos de Belém, canta com eles, acena aos anjos nas alturas, fica longamente extasiado a abrir os presentes trazidos pelos magos.

 3. O espaço que habita é um curral que os animais gratuitamente acederam partilhar com ele, com ele brincam, vê-se que sabem de cor a partitura de Génesis um e de Isaías onze.

 4. Maria e José também conhecem e jogam esse jogo, esfuziante corre-corre de alegria, até eu dou por mim a fazer casinhas num prato de aletria, mas na sala ao lado há gente a dormir longe dali, refastelada e dormente, indiferente, trocando a luz do dia pela romaria.

 5. Oh humanidade sem sal, sem sol e sem sonho, só com sono, acorda que já a luz desponta, todo o tempo é pouco porque o tempo é graça, não fiques atolada na desgraça, desconsolada e triste, como quem tem sempre que pagar a conta.

 6. Levanta-te, olha em redor e vê que já nasceu o dia, e há-de andar por aí uma roda de alegria. Se não souberes a letra, a música ou a dança, não te admires, porque tudo é novo. Olha com mais atenção. Se mesmo assim ainda nada vires, então olha com os olhos fechados, olha apenas com o coração, que há-de bater à tua porta uma criança. Deixa-a entrar. Faz-lhe uma carícia. É ela que traz a música e a letra da canção. Ela é a Notícia.

 António Couto

7 respostas a A NOTÍCIA DO NATAL

  1. Luisinha diz:

    Gostei muito destas palavras!
    Obrigada pela partilha e que o Menino Jesus possa sempre nascer nos nossos corações!
    Quando eu tinha 5 anos participei de um teatro de Natal em que eu representava o povo português, então tive que chegar à beira do Menino Jesus (que era um bebé a sério) e dizer:

    “Menino Jesus querido
    Nesta noite de Natal
    Trago-te muitos beijinhos
    De todo o povo de Portugal!”

    Paz e Bem
    Luisinha

  2. E.Coelho diz:

    Lindíssimo!
    Que mais se pode dizer?
    BELO!!!
    Amen
    Elisa

  3. manuela diz:

    Tão belo o texto e o menino! Que delícia conhecer pessoa tão bonita!
    Embora nunca tenho estado na sua presença, vejo-o muito parecido com Ele.
    Doce e alegre noite de Natal para ambos.

    Bem-haja, meu irmão em Cristo.

  4. dulce ac diz:

    Ousem confiar nesta criança
    que a trás tão alegre, a canção da esperança.
    E acendam noutros esta mesma Alegria para que quando a roda passar…. a tenhamos esta música nos nossos corações.
    E a nossa Fé sê-lo-á então maravilhosa canção de alegria.

    Portentosas as Suas palavras D. António Couto, que o sejam, em cada um de nós, desejos perfeitos.

    Desejo-Lhe D. António
    E a Todos, um Natal repleto de desejos, que o sejam perfeitos.
    Com muita Paz!

    E um Abraço de grande Esperança.
    Dulce

  5. jose oliveira diz:

    Que a Paz fortaleça com a presença deste menino!
    E como todos nós que também já fomos crianças, voltemos a sê-lo,na verdade,na doçura,na partilha e quando o fizermos passaremos a ser humanidade doce,com sol e de coração aberto à luz de CRISTO.
    Para todos os que têm o privilégio de ter acesso à mesa de palavras, festas felizes em CRISTO.
    D.António Couto mais uma vez OBRIGADO por partilhar toda a vossa sabedoria,bem haja.
    Até sempre.

  6. Paula Fernandes diz:

    Espero, de coração aberto,
    e desejo,com todo o sentimento,
    que o Menino Jesus venha,
    que venha verdadeiramente,
    e fique por mais um ano,
    acalentando cada dia,
    iluminando cada pedra,
    do meu chão.

    Um santo e feliz Natal para todos.

    Muito obrigada D. António, por ser uma estrela sempre a brilhar.

  7. Manuel diz:

    A poesia, que o Deus Menino inspira, é símbolo da perene actualidade do Natal, em que a ternura de Deus fica ao alcance de todos os homens.
    Para saboreá-la basta cada um aceitar despojar-se de tudo o que nele não condiz com a simplicidade de criança.
    Muito obrigado, D. António. A sua ternura de criança, ao irradiá-la, nos atrai ao coração d’Aquele que, feito Criança, o Natal exulta e canta, unindo no mesmo assombro o céu e a terra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: