EVANGELIZAÇÃO NUCLEAR


 

1. Afirmou e deixou escrito D. Francesco Lambiasi, bispo de Rimini: «Os leigos são a energia nuclear do cristianismo. A energia atómica obtém-se pela fissura de um átomo bombardeado por um neutrão: é assim que o átomo se divide em dois. Por sua vez, as duas partículas subdividem-se, e, de duas, formam-se quatro, e assim se vão multiplicando de forma exponencial. Um leigo que acredita e que não se envergonha do Evangelho contagiará inevitavelmente outro; e estes dois contagiarão outros dois. É assim que se difunde o Evangelho». E explica esta firme aposta nos leigos: «Na condição secular do nosso tempo, não haverá profecia se não voltar a ser profética a vida do cristão comum. Porque a sociedade secular desconfia das Igrejas e já não compreende a sua linguagem» (in CONGREGAÇÃO PARA OS BISPOS, Duc in Altum. Pellegrinaggio alla Tomba di San  Pietro, Città del Vaticano, Editrice Vaticana, 2008, p. 275).

 2. E continua: «Não podemos dispensar o testemunho dos leigos. Porque a missão não é propaganda e o testemunho não é dar nas vistas, mas fazer mistério. É viver uma vida verdadeira, plena, bela, de tal modo bela, que não é possível explicá-la se Cristo não tivesse sido morto e não tivesse verdadeiramente ressuscitado».

 3. De resto, esta metodologia personalizada e dedicada já tinha sido salientada por Paulo VI, em 1975, quando perguntava: «Haverá outra forma de transmitir o Evangelho do que comunicar a outrem a sua própria experiência de fé?» (Evangelii Nuntiandi, 46).

 4. Porém, para redigir a a Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi, Paulo VI teve de recorrer por mais de cem vezes às Cartas de S. Paulo, a quem chama «modelo de cada evangelizador», salientando a sua afeição, não de simples pedagogo, mas de pai e, mais ainda, de mãe, como podemos ver no testemunho da Primeira Carta aos Tessalonicennses 2,7-12 (Evangelii Nuntiandi, 79).

 5. Salta à vista que a comunicação apaixonada e o testemunho pessoal permanecem, também nesta sociedade global dos multimédia, a linguagem basilar e mais eficaz da evangelização.

 António Couto

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: