DÁ-NOS, SENHOR, O TEU SOPRO CRIADOR


As flores dos nossos jardins são belas,
mas secam e fenecem.
 
Os nossos sonhos crescem,
esvaziam,
quebram
sob um véu de luto.
 
Mas as árvores que florescem
Anunciam
que ainda vão dar fruto.
 
Toma em tuas mãos, Senhor,                                                   
a nossa terra ardida.
Beija-a.
Sopra nela outra vez o teu alento,
a tua aragem,
e veremos nela outra vez impressa a tua imagem.
 
António Couto

3 respostas a DÁ-NOS, SENHOR, O TEU SOPRO CRIADOR

  1. Dulce diz:

    D. António Couto,
    Olá.
    Bom dia..! Que o seja um dia de grande Paz.

    Belíssimas as Suas palavras.
    Desejo-Lhe uma Páscoa muito bonita.
    Que sejamos reflexo, cada um de nós, neste tempo e no que há-de vir, da frutificação do Sopro Criador do Senhor…

    Sim..!
    Que o Senhor num Sopro de grande alento
    nos permita redescobrir de novo a Vida que tanto almejamos, frutificada
    no sentirmos toda a doçura do ar
    toda a força tranquila da terra:

    Sigo-Te
    para no Teu caminhar
    memória da Páscoa
    Aprender
    e sentir-me com Outros
    Ser de novo

    Um Abraço e um Obrigado sincero, sentido.
    Porque a verdade é que é sempre muito bom vir à Sua “Mesa..” D. António,
    às palavras, que sempre ecoam em nós, e nos aprofundam no queremos Ser mais, no querermos ir mais fundo “cá dentro”.

    Dulce

  2. E.Coelho diz:

    Boa noite,

    PRECISO DE TI!
    Agredi-Te, Jesus, até ao limite da dor, até à exaustão;
    Insensível, rasgando a Tua carne, fiz-Te sangrar, sofrer,…
    e depois de Te ter pregado aí, nessa cruz,
    fiquei aqui, no chão, a olhar para Ti, insatisfeita;
    cansada, perdida, sem saber o que fazer,
    envergonhada e triste, desejando ser amada…

    Esquecendo o mal que Te fiz, oh Deus, sonhei.
    Sonhei ver-Te descer dessa cruz e caminhar para mim, olhando-me com doçura;
    sonhei que sentia o esforço dos Teus braços esgotados reanimar-me ao abraçar-me com carinho;
    sonhei sentir as Tuas mãos feridas no meu rosto e o meu coração encher-se de alegria e de amor;
    sonhei que ao encostar a cabeça ao Teu peito, o Teu sangue me penetrou na cara, no corpo, nas mãos, … e me restituiu a vida;

    e exultei!
    Porque sonhei, Senhor, que o beijo que delicadamente de deste na testa, com os teus lábios inchados e doridos, desvaneceu todas as minhas dores,
    e a minha alma, enfim, pôde tranquilizar-se, feliz!

    Então chorei!
    Chorei porque soube que não foi o roto que socorreu o esfarrapado;
    chorei porque senti, como nunca, o Amor gerar o amor,
    e o perdão fazê-lo crescer infinitamente.

    Finalmente sorri!
    – porque vi a Vida nascer;
    – vi que a paz é possível:
    e amei-Te;
    … e foi então, ao despertar deste sonho que sonhei, (assim acordada),
    que descobri que preciso de Ti,
    e que, sempre que eu quiser,
    Tu estarás aqui!

    Em plena Semana Santa, encontrei este pensamento que escrevi em Maio de 1990 e que me pareceu poder partilhar.

    FELIZ PÁSCOA
    E.Coelho

  3. MARIA FILOMENA diz:

    “Sonho com o dia em que a justiça correrá como água e a rectidão como um caudaloso rio.”
    Martin Luther King Junior

    OBRIGADA P. ANTÓNIO COUTO, BEM-HAJA :)

    DESEJO-LHE EU TAMBÉM UMA PÁSCOA DE LUZ E ALEGRIA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: