O ESPÍRITO SANTO E NÓS


 

1. Amor correspondido, Palavra guardada, Habitação habitada. Circunlocução: círculo ardente de Amor entre o Pai e o Filho e o Espírito Santo: Trindade Pessoal, mas Consubstancial: Vida, Amor, Comunhão, Comunicação, Circunlocução. O Amor fontal do Pai enviou o Filho Jesus em missão, pura transparência do Amor do Pai entre nós. A identidade da Pessoa do Pai constitui-se em dar tudo ao Filho Jesus, assim como a identidade da Pessoa do Filho Jesus se constitui em receber tudo do Pai.

 2. O Espírito, também enviado em missão, é Aquele que recebe o que é do Filho (João 16,14.15), e que o Filho recebeu do Pai. A única diferença é que o Filho Jesus já foi enviado [«o Pai que me enviou»: João 5,23.37; 6,44; 8,16.18; 12,49; 14,24; «Aquele que me enviou»: João 4,34; 5,24.30; 6,38.30.40; 7,16.28.33; 8,26.29; 9,4; 12,44-45; 13,20; 15,21; 16,5], enquanto que o envio do Espírito é anunciado, mas deve ainda realizar-se (João 14,16.26; 15,26; 16,13-15). Também as funções de ensinar e de recordar, a cargo do Espírito, aparecem enunciadas no futuro. O ensinamento do Espírito é o mesmo que Jesus fez e que recebeu do Pai, mas vem depois do de Jesus (João 14,26), e processa-se, ao contrário do de Jesus, não com palavras sensíveis que tocam os órgãos da audição de um público determinado, mas na interioridade da inteligência e do coração de cada ser humano. Este ensinamento interior do Espírito é comparado à unção de óleo (chrísma) que penetra lentamente, como diz o Apóstolo: «Vós recebestes a unção (chrísma) que vem do Santo e todos conheceis (oídate)» (1 João 2,20); ou então: «a unção (chrísma) dele vos ensina (didáskei) acerca de todas as coisas» (1 João 2,27).

3. Ensinamento novo. Não exterior, com sons e palavras, mas directamente nas pregas da inteligência e do coração. É assim que a linguagem nova do Espírito afecta ao mesmo tempo o português e o chinês, o inglês e o russo, o católico, o muçulmano e o hebreu. É como quando, em vez de se porem a falar cada um a sua língua para o outro incompreensível, o português e o chinês entregam um ao outro uma flor! É assim que fala o Espírito, é assim que age o Espírito.

4. Nós somos do tempo da missão do Espírito. Note-se a fortíssima vinculação: «O Espírito Santo e nós» (Actos 15,28).

 5. Deus habitando em nós (João 14,24). Deus connosco (Apocalipse 21). Cidade nova, Consolação nova, Bênção nova, Paz nova, não com a medida do mundo, mas de Deus (João 14,27; Salmo 67(66)).

 António Couto

Uma resposta a O ESPÍRITO SANTO E NÓS

  1. Fátima Teixeira diz:

    Obrigada D. António pela bela e proveitosa catequese sobre o Espírito.

    Espero conseguir ouvir no silêncio, este “falar” para o poder pôr em prática.

    Fátima

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: