TENTAÇÕES DE JESUS EM MATEUS 4,1-11

Março 9, 2011

Debrucemo-nos sobre as tentações messiânicas de Jesus ou a prova que abre para o seu ministério messiânico, analisando Mt 4,1-11. Comecemos por ler atentamente o texto:

 «4,1Então Jesus foi levado para o deserto pelo Espírito para ser tentado (peirázô) pelo diabo. 2E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, no fim, teve fome. 3E, tendo-se aproximado o tentador (peirázôn), disse-lhe: “SE FILHO DE DEUS TU ÉS, diz para que estas pedras se tornem pães”.

 4Mas ele, respondendo, disse:

“Está escrito (gégraptai: perf. pass. de gráphô): ‘Não só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus’”.

 5Então, leva-o consigo o diabo para a cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do Templo, 6e diz-lhe: “SE FILHO DE DEUS TU ÉS, atira-te para baixo; está escrito, na verdade, que ‘aos seus anjos ordenará a teu respeito, e sobre as mãos te levarão para que não tropece em alguma pedra o teu pé’”.

 7Dizia-lhe Jesus:

“Ainda está escrito: ‘Não tentarás o Senhor, teu Deus’”.

8Novamente o leva consigo o diabo sobre um monte muito alto, e mostra-lhe todos os reinos do mundo e a sua glória, 9e disse-lhe: “Tudo isto darei a ti, se, caindo, ME ADORARES (proskynéô)”.

 10Diz-lhe então Jesus: “Vai-te, Satanás;

está escrito, na verdade: ‘O Senhor, teu DEUS, ADORARÁS, e a Ele só prestarás culto’”.

 11Então deixa-o o diabo, e eis que os anjos vieram e serviam-no» (Mt 4,1-11).

  Leia o resto deste artigo »