«De graça recebestes, de graça dai»

Junho 23, 2008

 

1. O TEXTO

Importa começar por ler o texto de Mt 10,6-15, dado que é o único texto dos Evangelhos que guarda as palavras do título desta comunicação: «De graça recebestes, de graça dai» (Mt 10,8) 1.

«10,6IDE primeiro às ovelhas perdidas da casa de Israel. 7E INDO, anunciai, dizendo: “Fez-se próximo (éggiken: perf. de eggízô) de vós o Reino dos Céus”. 8Os doentes curai, os mortos ressuscitai, os leprosos purificai, os demónios expulsai. DE GRAÇA (dôreán) RECEBESTES (lambánô). DE GRAÇA (dôreán) DAI (dídômi). 9Não adquirais (ktáomai) ouro, nem prata, nem cobre para os vossos cintos, 10nem alforge para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bastão. Na verdade, o trabalhador é digno do seu sustento. 11Em qualquer cidade ou aldeia em que entreis, procurai saber se há nela alguém digno, e permanecei lá até que saiais. 12Ao entrardes na casa, saudai-a. 13E se a casa for digna, vá a vossa paz sobre ela; mas, se não for digna, que a vossa paz retorne para vós. 14E se alguém não vos acolher (déchomai) nem escutar a vossa palavra, ao saírdes para fora dessa casa ou dessa cidade, sacudi o pó dos vossos pés. 15Em verdade vos digo: “No dia do julgamento, haverá mais tolerância para a terra de Sodoma e de Gomorra do que para essa cidade”» (Mt 10,6-15). Leia o resto deste artigo »